▸ Acompanhe nas redes

COLUNISTAS
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

10/03/2018 - 17:20

O DIA NACIONAL DO CINISMO

Carlos Santiago

 *Por Carlos Santiago

 
Na data de 08 de março foi comemorado o Dia Nacional e Internacional da luta da mulher. Pelas cenas ocorridas nesse dia, pode ser considerado também como o “Dia Nacional do Cinismo”.
 
Homens disseram que amam as mulheres e respeitam seus direitos e as suas lutas por igualdades econômicas e oportunidades. Nem rosas, jantares e declaração de fidelidade faltaram .
 
Até instituições públicas e privadas, com forte cultura patriarcal e machista, não deixaram de lado o cinismo: mensagens de felicitações chegaram via whatsapp, facebook e e-mail. Tudo para sensibilizar as mulheres! 
 
Os políticos “machistas” usaram as tribunas legislativas e também seus cargos públicos para elogiarem o ser humano mulher: “elas são as respostas para os problemas sociais, econômicos e familiares do Brasil”. Depois alguns, com sorrisos do personagem Coringa no rosto, lhes deram um pedaço de papel com seu nome, como forma de homenagem; outros, com olhares de ternura, deram abraços e afagos apertados.  
 
No entanto, numa rápida leitura social da condição da mulher no País, é fácil afirmar que o Brasil é um dos piores lugares do mundo para uma mulher viver: violência doméstica, estupros, baixo salário, preconceito de sexo e a notória exclusão da vida política.
 
Mas esse “cinismo” de uma parte da sociedade e da classe política, nesse dia, foi aplaudido até por mulheres eruditas. Pasmem!
 
Assim, as desigualdades vão seguindo.
 
Sociólogo, Analista Político e advogado. 

VEJA MAIS

Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS