Segunda-feira | 18/12/2017
▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

04.12.2017 - 09:55  |  DESCASO

Chico considera covardia Arthur destinar R$ 31 milhões para propaganda

Assessoria de Imprensa

Chico Preto considera uma injustiça Arthur Neto destinar R$ 31 milhões para falar bem da sua própria gestão

 Por Warnoldo Maia de Freitas

 
A destinação de R$ 31 milhões para a propaganda institucional no próximo ano pelo prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), no projeto do orçamento de 2018 em tramitação na Câmara Municipal de Manaus (CMM), foi considerada uma “afronta” e uma “covardia praticada contra a população da cidade”, que sofre pela falta de saúde e transporte.
 
Em breve pronunciamento Chico Preto destacou que quando o gestor público “decide em benefício da população, não adia decisões importantes para a cidade” consegue publicidade gratuita para todas as suas ações.
 
“O prefeito não tem o direito de gastar R$ 31 milhões do povo para falar bem da sua própria gestão. Esse dinheiro é do povo e precisa ser investido em ações e projetos destinados a atender as reais necessidades da cidade”, disse ele.
 
Para ilustrar o seu argumento Chico Preto citou os problemas enfrentados na área da saúde pública, que enfrenta uma situação precária, e disse que a população merece mais respeito.
 
“O Samu, por exemplo, que é o Serviço de Atendimento Médico de Urgência, está minguando, por falta de investimentos e de ambulância, assim como uma série de programas como o de atendimento odontológico”, argumentou.
 
Chico lembrou, ainda, que recentemente os profissionais da  educação percorreram os gabinetes da Câmara pedindo a alocação de recursos no orçamento de 2018 para a correção dos problemas registrados naquela área. 
 
“Considero uma injustiça o prefeito destinar 31 milhões de reais para a publicidade institucional. Cabe ao vereador, no momento em que se discute a melhor destinação dos recursos públicos disponíveis, exercer a plenitude do seu mandato e corrigir a aplicação do dinheiro do povo”, concluiu, destacando considerar uma injustiça o prefeito destinar R$ 31 milhões à publicidade institucional e deixar da lado problemas importantes da cidade.
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS