Quarta-feira | 20/06/2018
▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

04.06.2018 - 20:10  |  CRISE NO TRANSPORTE COLETIVO

Chico Preto propõe CPI para investigar sistema de bilhetagem de ônibus em Manaus

Assessoria de Imprensa

Chico Preto: sistema está carcomido pela falta de transparência

Vereador aponta a necessidade de passar a limpo o atual sistema de bilhetagem do transporte coletivo de Manaus, que está carcomido pela falta de transparência

Por Warnoldo Maia de Freitas
 
O vereador Marco Antônio Chico Preto (PMN) voltou a propor na manhã da segunda-feira, 04, a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito na Câmara Municipal de Manaus (CMM) para abrir a caixa preta do sistema de bilhetagem eletrônica dos ônibus em Manaus.
 
Segundo ele, “a CMM precisa se posicionar em caixa alta” e tirar a prova dos nove, aferindo os números do sistema, para saber quem está com a razão: os empresários que alegam não ter dinheiro para bancar os reajustes dos trabalhadores, ou os rodoviários, que contestam tal afirmação.
 
“Com toda serenidade digo que é hora de a Câmara investigar o sistema de bilhetagem eletrônica do transporte coletivo de nossa cidade, de instalar uma CPI para apurar a movimentação da bilhetagem”, argumentou, criticando a falta de transparência registrada no sistema.
 
Para evidenciar tal afirmação Chico Preto disse considerar uma “ilegalidade” o fato de as empresas venderem as passagens, elas mesmas se pagarem e se negarem a mostrar os dados sobre essa movimentação financeira, indispensáveis para aferir o real volume de passagens vendidas na cidade.
 
Análise crítica 
 
Chico Preto fez um breve comentário sobre o quebra-quebra registrado no T4, na zona Leste, e apontou a necessidade de os parlamentares entenderem a crise registrada no setor de transporte coletivo de Manaus como consequência dos problemas acumulados ao longo dos últimos anos.
 
Apresentando uma análise crítica da situação registrada na cidade o vereador lembrou que tais problemas foram agravados devido à falta de decisões firmes, capazes de colocar o sistema nos eixos, bem como a carência de obras estruturais.
 
“Precisamos trabalhar para que a presente situação seja normalizada. Precisamos ir mais fundo para atacarmos as causas desses problemas, para passar a limpo esse sistema, que está carcomido pela falta de transparência”, disse ele, destacando que o seu papel e o de cada um dos vereadores vai muito além de simples comentaristas políticos do momento. 
 

 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS