Terça-feira | 21/08/2018
▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

19.07.2018 - 12:30  |  CPI DAS LICITAÇÕES

CPI das Licitações só deve ser instalada na Assembleia no dia 1º de agosto

Assessoria de Imprensa

Reabertura dos trabalhos na Aleam devem ocorrer dia primeiro de agosto

 A CPI da Licitações quer mostrar à população quem são os amigos do poder que se beneficiaram com os mais de R$ 289 milhões pagos pelo governo “ao arrepio da lei”


Por Warnoldo Maia de Freitas
 
A julgar pelas últimas mexidas no tabuleiro da política amazonense, particularmente pelo pedido de encurtamento do recesso parlamentar na Assembleia Legislativa, feito pelo deputado Platiny Soares (PSB), para a instalação imediata da CPI das Licitações, destinada a investigar 301 obras e despesas autorizadas sem licitação pelo governo Amazonino Mendes (PDT), em 280 dias de gestão, o clima promete esquentar após o recesso parlamentar.
 
De acordo com alguns parlamentares consultados, é mínima a possibilidade de o recesso ser suspenso, agora, para a instalação da CPI das Licitações, fato que só deverá ocorrer na reabertura dos trabalhos, na  quarta-feira, dia 1º de agosto, porque no momento “todas as atenções do mundo político estão centradas nas convenções partidárias”, previstas para serem encerradas no domingo, dia 5 de agosto.
 
Contra-ataque
 
Chamada de “contra-ataque” à campanha de difamação colocada em prática pelos “amigos de Amazonino” para “queimar a imagem de David Almeida”, pré-candidato ao governo pelo PSB e apontado pelas pesquisas como o principal adversário de Amazonino, a CPI promete tirar o sono do chefe do Executivo amazonense e dos seus “afilhados”, bem como mostrar quem está sendo beneficiado, “ao arrepio da lei”, com as obras e compras realizadas sem concorrência e sem licitação.
 
Proposta pelo deputado estadual Sabá Reis (PR), que denunciou o fato de o governador Amazonino Mendes ter institucionalizado a prática da dispensa das licitações no Amazonas, por acreditar, como ele mesmo já disse algumas vezes, que ele (Amazonino) pode fazer o que quiser com o dinheiro público), a CPI da Licitações vai mostrar para a população quem são os amigos do poder que se beneficiaram com os mais de R$ 289 milhões pagos nos últimos meses pelo governo.
 
Além de Sabá Reis, autor da proposta, assinaram o pedido de CPI os deputados David Almeida, Serafim Corrêa e Platini Soares, do PSB, Luiz Castro (Rede), José Ricardo (PT), Abdala Fraxe e Francisco Souza, do Podemos.
 
Veja mais
 
 
 
 
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS