Terça-feira | 16/10/2018
▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

07.06.2018 - 20:10  |  É POSSÍVEL FAZER MAIS

David Almeida acredita ter chegado a hora da mudança e aceita o desafio de disputar o governo

Foto - FreitasWMaia - manausolimpica

David Almeida afirma que não vai fugir do desafio de submeter seu nome à avaliação popular

PSB vai ser protagonista e confirma pré-candidatura de David Almeida ao Governo do Estado nas eleições de outubro

 
Por Warnoldo Maia de Freitas
 
Taí. Quem não acreditava acabou mordendo a língua. O Partido Socialista Brasileiro (PSB) revelou no início da noite desta quinta-feira, 7, com o lançamento da pré-candidatura do deputado e presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALEAM), David Almeida, ao Governo do Amazonas, em evento realizado na rua José Chevalier, no Morro da Liberdade, que vai mesmo ser um dos protagonistas nas eleições de outubro deste ano.
 
David saúda as pessoas na frente da residência da sua família 
 
 
O espaço foi pequeno para acolher todos os simpatizantes de David 
 
Trabalhando por etapas para fortalecer a sua candidatura neste novo momento da política amazonense, marcado pelo desencanto de parte do eleitorado com a política e os políticos, David disse à imprensa, ao lado do presidente de honra do PSB, deputado Serafim Corrêa, durante uma coletiva no fim da tarde, realizada na sua casa, que o seu vice ainda não despontou no horizonte e que as alianças e definições ocorrerão no tempo certo.
 
Ao ser questionado sobre a “debandada de Rebeca Garcia”, que agora está aliada ao governador Amazonino Mendes, ele lembrou o acordo entre os dois, de que o que estivesse melhor colocado nas pesquisas apoiaria o outro, assegurou não ter mudado “um milímetro desse acordo” e disse esperar que ela também não.
 
“Essa é uma eleição de sentimento, das pessoas contra o dinheiro. Temos mais de um milhão de eleitores insatisfeitos com as velhas práticas dos políticos e esperando propostas”, afirmou, revelando já ter visitado 45 municípios.

Plano 
 
David Almeida revelou, ainda, que o seu Plano de Governo está em fase final de elaboração, mas além de obras de recuperção de vicinais, indisensáveis para o escoamento da produção, ações específicas destinadas a fortalecer o setor primpario, vai dar, também, uma atenção especial ao turismo e desenvolver ações junto ao governo federal para destravar a recuperação e a abertura da BR-319.   
 
Ao ser questionado sobre propostas para a área da saúde, David lembrou que o Estado tem dinheiro, mas padece da falta de uma administração eficiente e realmente comprometida em proporcionar um atendimento decente à população.
 
“Falta definir prioridades. Eu quero chegar ao governo para poder colocar em prática uma nova maneira de governar e de trabalhar por um Amazonas diferente e melhor para todos”, afirmou.
 
Seguindo esse pensamento ele deixou claro que quer mudar o tipo de tratamento dado à população por vários governos nas áreas da saúde, da segurança, do turismo e do setor primário impulsionando, por exemplo, a agricultura, a pecuária e a piscicultura. 
 
Segurança
 
Segundo ele, a solução para os problemas da segurança pública pode ser encontrada dentro do próprio estado, porque o Amazonas conta com grandes quadros e profissionais preparados para atuar na área, mas o gestor precisa entender que essa solução passa, necessariamente, por investimento em inteligência, equipamentos e ampliação do efetivo por meio da realização de concurso.
 
“Não é preciso fazer nenhuma mágica ou importar soluções. Com R$ 5,5 milhões, por exemplo, (valor a ser pago pelo governo Amazonino Mendes à empresa de consultoria de Rudolph Giuliani), seria possível comprar coletes balísticos para a tropa, reformar delegacias no interior e adquirir mais equipamentos para a segurança, entre outras coisas”, afirmou ao ser questionado sobre seus planos para a área da segurança.
 
Ao se manifestar contrário às condutas de vários governantes, que só se preocupam em realizar obras às vésperas das eleições, David afirmou que depois de passar 144 dias como governador interino e conhecer o governo por dentro, pode assegurar que é possível fazer muito mais pelo Amazonas e sua gente com comprometimento, planejamento estratégico e definição de prioridades.
 
“Chegou a hora da mudança. Juntos nós vamos poder construir um estado melhor de se viver”, afirmou, destacando que não vai fugir ao desafio de submeter o seu nome à avaliação da população, porque acredita ser possível ter e fazer um governo diferente, bem como proporcionar às pessoas novas oportunidades.
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS