Terça-feira | 18/09/2018
▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / geral
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

08.07.2018 - 20:50  |  Conversão

Ex-guru da Nova Era se converteu após encontro pessoal com Jesus em seu quarto

Reprodução

Steve Bancarz

 

TIAGO CHAGAS
 
O testemunho de Steve Bancarz é um daqueles casos intrigantes. O jovem, que era considerado um “guru” da Nova Era, com dezenas de milhares de seguidores e 200 a 300 mil visualizações em seus vídeos, diariamente, se entregou a Jesus e tem impactado vidas.
 
Nascido em uma família cristã, sua jornada pela Nova Era começou na adolescência, quando desenvolveu um fascínio por paranormalidade, alienígenas e fenômenos psíquicos. Essa obsessão, porém, o levou a se afastar dos ensinamentos cristãos e se aprofundar nos valores pregados pela religião que funde metafísica, vivências espiritualistas, animistas e paracientíficas.
 
“Eu acreditava que Deus estava me recompensando por ajudar a despertar pessoas em um estado mais elevado de consciência. Isso me deu uma sensação de poder, um senso de propósito e um senso de significado e valor”, contou Steve em entrevista à emissora Christian Broadcasting Network (CBN).
 
“A primeira coisa que realmente me fez duvidar da visão bíblica do mundo foi a ufologia. Todos esses avistamentos de OVNIs, evidências do mundo antigo de que poderíamos ter sido visitados. E havia evidências suficientes para me fazer considerar que o universo esteja repleto de vida biológica inteligente, que talvez tenha sido naturalmente desenvolvida. Se você juntar evidências de reencarnação e as supostas teorias dos astronautas, você tem a teologia da Nova Era”, contextualizou.
 
 
 
Apesar de sua descrença em relação ao cristianismo, Steve não deixou de admirar Jesus: “Eu realmente não o rejeitei, mas não O aceitei por quem Ele realmente era. Eu criei um ‘Jesus’ para se adequar às minhas próprias preferências, para se adequar a mim mesmo e ao meu pecado. Este Jesus foi politicamente correto e era universalista”, contou.
 
“Eu queria ser meu próprio guia e não queria ter que jogar pelas regras de outra pessoa”, acrescentou o ex-guru, resumindo o sentimento que se faz presente em todas as pessoas que se perdem em questionamentos e se afastam de Deus.
 
Vazio
 
A dedicação de Steve à Nova Era, escrevendo em seu blog sobre fenômenos sobrenaturais, o tornou conhecido, e ele começou a ganhar dinheiro e aproveitar as tentações que a fama traz: “Eu fui viciado em luxúria por 10 anos ou mais”, relembrou.
 
“Eu estava depravado, infeliz. Tive depressão e ansiedade. Eu tinha todo esse conhecimento espiritual, toda essa informação. Mas isso não estava dando nenhum fruto real em minha vida. Senti que algo estava faltando e me sentia morto por dentro”, revelou.
 
As coisas começaram a mudar após um pesadelo, segundo o então guru: “Quando abri os olhos, estava flutuando no meu quarto. Olhei em volta e percebi que estava fora do meu corpo. Comecei a ter um ataque de pânico e vi um ser de pele vermelha com manchas pretas no rosto e ele estava usando uma capa vermelha”.
 
“Isso só me assustou porque percebi que não estava no controle, que a coisa era mais poderosa do que eu, que essas forças eram reais e que elas não se importavam com o meu bem-estar. Eu estava no jogo deles”, contou Steve, que ficou abalado com a experiência e se lembrou que a Bíblia fala sobre o mal.
 
Quando decidiu investigar as verdades bíblicas e olhar de forma menos antipática para os evangelhos, descobriu coisas que o fizeram mudar de visão: “Eu dormia com a Bíblia embaixo do travesseiro porque sabia que havia algo autoritário. Isso era verdade, e isso era seguro e tinha poder sobre qualquer coisa de que eu tivesse medo”.
 
Em sua busca por respostas, Steve terminou encontrando testemunhos de pessoas que se entregaram a Jesus, e nesse contexto, terminou aceitando o convite que sua mãe havia feito para ir com ela a um culto.
 
“No final do culto, orei e pedi a Jesus para entrar em minha vida, mas foi mais um exercício mental do que um ato de fé. Eu decidi, na minha cabeça, intelectualmente que eu iria ceder a Jesus, mas que ainda manteria todas as mesmas crenças da Nova Era”, disse, demonstrando que ainda tentava se manter no controle.
 
Transformação
 
Apesar de suas intenções, a consciência falou mais alto a Steve, mostrando a ele a verdade: “Cheguei a um ponto em minha vida em que o quebrantamento estava pesando tanto em mim que eu precisava parar de jogar com minha vida, que precisava parar de jogar com Deus e parar de jogar com Jesus”.
 
“E eu apenas decidi uma noite ficar diante de Jesus e apenas chorar, no meu quarto. Eu estava chorando como um bebê. Eu estava me arrependendo. Estava cansado. Eu me arrependi e estava quebrantado. Não poderia fazer aquilo sozinho”, admitiu.
 
Nessa oração feita com sentimentos inexprimíveis, vivenciou uma experiência sobrenatural: “Eu podia sentir que Ele era o Senhor sobre mim e Ele era o Senhor sobre toda a Criação. Eu podia sentir que Ele estava preocupado comigo, mas eu podia sentir que Ele era Rei. Eu sabia que Ele era o Rei de toda a Criação, que o universo estava sob seus pés”, contou.
 
O impacto foi tão extenso que o jovem guru decidiu queimar seus livros da Nova Era, e fez uma declaração pública a seus seguidores nas redes sociais, contando sua transformação. “Eu disse às pessoas, poucos dias depois dessa experiência: ‘Sinto muito por enganar vocês todos. Essa coisa não é de Deus. São ferramentas de demônios para nos enganar e nos levar para longe de Jesus, e Jesus é o Filho de Deus, Ele é o Deus do Novo Testamento, Ele é exatamente quem Ele afirmou ser’”.
 
De imediato, o jovem passou a ser ridicularizado e atacado, mas nada o fez recuar. Agora, Steve criou um site, Reasons For Jesus, onde compartilha conhecimento sobre evidências que comprovam o relato bíblico e aponta que Jesus é o único caminho para a verdade, perdão, alegria e vida.
 
“Ele me libertou das fortalezas da Nova Era e da filosofia ocultista. Eu estou no meu momento mais feliz da vida. Sinto-me mais completo do que jamais fui. Se há esperança para mim, há esperança para qualquer um. Eu era a pessoa mais perdida que conheci, e o Senhor me atraiu para si e teve piedade de mim”, colocou.
 
“Nós podemos ir ao Senhor, Ele nos perdoa, nos dá seu Espírito e quer nos ajudar, nos curar, nos restaurar e nos guiar por esses traumas e dores. Ele quer nos receber como filho, não em regras religiosas secas, mas em um relacionamento íntimo e sobrenatural com Jesus Cristo e sua presença. Tudo é feito novo em Cristo”, finalizou.
 
 
 
 
 
 
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS