Quinta-feira | 22/08/2019
▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

21.01.2019 - 15:05  |  Novo governo

Governo e Sebrae discutem parcerias para gerar emprego e renda no interior do Amazonas

Foto - Diego Peres

Wilson Lima durante encontro com a diretoria do Sebrae

 Prioridade do govenro é incentivar novos empreendedores, garantindo a eles assistência técnica e crédito e estimulando a diversificação das atividades econômicas.

O governador do Amazonas, Wilson Lima, recebeu, nesta segunda-feira (21/01), o novo presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-AM), Muni Lourenço, e a diretora-superintendente da instituição, Lamisse Said da Silva Cavalcanti. Na ocasião, eles discutiram parcerias para desenvolver projetos para geração de emprego e renda no interior do estado.

 Na reunião, Wilson Lima destacou como prioridade de Governo o incentivo a novos empreendedores, garantindo a eles assistência técnica e crédito e estimulando a diversificação das atividades econômicas.

“A gente não pode deixar que o pequeno produtor rural plante seis meses e fique outros seis meses parado, sem renda, por conta da cheia, por exemplo. É preciso diversificar a produção, criar oportunidades, dar condições para o escoamento do que é produzido, aproximar quem produz de quem quer comprar”, disse o governador. 

Wilson Lima ressaltou que é fundamental que o Governo crie condições para que novas alternativas econômicas se desenvolvam e a riqueza possa ser melhor distribuída em todo o estado.

 

“Tudo isso passa pela capacitação, pela formação, pelo acompanhamento técnico. Temos que dar condições para que o nosso ribeirinho cresça economicamente e as grandes empresas comprem matéria-prima produzida nas comunidades do interior. A riqueza precisa ser melhor distribuída. Tudo está concentrado na capital”, frisou.

 A parceria com o Sebrae, afirmou o governador, é importante nesse novo cenário, com a discussão e formalização de convênios com órgãos que compõem o sistema Sepror, como o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal do Amazonas (Idam) e a Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam)  e a Secretaria de Planejamento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti).

 Também participaram da reunião com os representantes do Sebrae-AM, o secretário de Produção Rural, Petrúcio Pereira de Magalhães Júnior, o secretário da Seplancti, Jório de Albuquerque Veiga Filho, o presidente da Junta Comercial do Amazonas (Jucea-AM), Enio Luiz Ferrarini, a diretora-técnica do Sebrae no Amazonas, Adrianne Gonçalves, e a diretora-administrativa financeira da instituição, Ananda Carvalho.

 Atualmente, o Sebrae-AM tem escritórios regionais em Itacoatiara, Parintins, Coari, Manacapuru e Tefé. Em outros 41 municípios do estado, a instituição mantém, em parceria com as prefeituras, as salas do empreendedor que contribuem com o desenvolvimento de negócios e dão assistência a quem se dedica a empreender.

 

O novo presidente do Conselho Deliberativo Estadual, Muni Lourenço, destacou o esforço da instituição em intensificar a presença no interior, e pediu apoio do governo no desenvolvimento de projetos.

 

O Governo quer, também, ampliar os registros de identificação geográfica (IG), emitido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi), que valoriza a identidade e o valor dos produtos amazonenses. O peixe ornamental de Barcelos já possui esse selo, assim como o guaraná de Maués. A farinha do Uarini está em processo, e o abacaxi produzido em Novo Remanso, distrito de Itacoatiara, logo receberá o selo e ficará conhecido como o abacaxi mais doce do Brasil.

 

 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS