Quarta-feira | 20/06/2018
▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

05.06.2018 - 20:35  |  COLIGAÇÃO NACIONAL?

PDT e PSB se aproximam e formalizam aliança em Minas Gerais

Valter Campanato

Márcio Lacerda receberá apoio do PDT e Pros para o governo de Minas Gerais

 

POR AMANDA AUDI - 05/06/2018 18:51 

Com a aliança entre PDT e PSB em Minas Gerais, formalizada nesta terça-feira (5), cresce a expectativa de que os partidos consolidem uma eventual coligação também para a corrida presidencial. Em Minas, o PDT vai apoiar o ex-prefeito de Belo Horizonte Márcio Lacerda ao governo. O estado é o segundo maior colégio eleitoral do país.
 
O mineiro vem sendo cotado para ser o vice da chapa de Ciro Gomes (PDT), de quem é próximo. Lacerda foi secretário do pedetista no Ministério da Integração Nacional. Ambos não escondem que têm uma boa relação pessoal e profissional.
 
Em entrevista à Folha de S.Paulo, Lacerda disse que há intenção dos dois partidos em consolidar uma aliança em nível nacional, mas ainda não houve consenso interno na legenda. “Há correntes que defendem que o partido não esteja em nenhuma chapa majoritária para presidente”, disse o ex-prefeito.
 
O PSB tem pré-candidatos ao governo de 11 estados, ainda de acordo com a reportagem. Se houver parceria com o PDT, o palanque de Ciro poderia ser pavimentado nesses locais.
 
Anteriormente, o PSB chegou a sonhar com a candidatura do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa. Ele se filiou ao partido em abril, alcançou a segunda posição em pesquisas de intenção de voto, com até 16% da preferência dos eleitores, e no mês seguinte desistiu da candidatura por motivos pessoais.
 
Sem Barbosa, o partido não chegou a uma decisão sobre qual candidato apoiar. O vice-presidente da legenda, o ex-deputado Beto Albuquerque, já afirmou que nenhuma outra candidatura conseguiria unir as diferentes correntes do partido, seja a de Marina Silva (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB) ou mesmo Ciro Gomes.
 
A opção por Ciro, porém, pode ser vantajosa aos pessebistas. Ciro está isolado na segunda posição nas últimas pesquisas de intenção de voto. Em levantamento divulgado hoje (terça, 5), o DataPoder360 estimou que Ciro tem cerca de 12% do eleitorado, o que corresponde a pelo menos quatro pontos porcentuais na frente dos demais colocados. O militar Jair Bolsonaro (PSL) está na liderança, registrando entre 20% e 25%.
 
No governo mineiro, o Pros também fechou apoio a Márcio Lacerda em Belo Horizonte nesta terça-feira. Caso o mineiro opte por ser vice de Ciro, tanto PDT como PSB e Pros devem definir um novo nome para o Executivo estadual.
 
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS