▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

02.02.2019 - 07:45  |  Votação no Senado

Plínio quer que o Senado ignore a canetada de Toffoli e mostre independência

Assessoria de Imprensa

Plínio quer transparência e defende o voto aberto

 De acordo com o senador amazonense, o Senado tem, agora, a oportunidade de mostrar a sua independência.

 

Por Warnoldo Maia de Freitas

O senador pelo Plínio Valério (PSDB/AM) se manifestou indignado na manhã deste sábado diante da posição do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, que durante a madrugada derrubou o voto aberto para a escolha do novo presidente do Senado e determinou que a eleição de logo mais às 11 horas (horário de Brasília), seja feita com voto secreto.
 
De acordo com o senador amazonense, o Senado tem, agora, a oportunidade de ignorar a canetada de Dias Toffoli, e mostrar a sua independência.
 
"Temos, agora, a oportunidade de mostrar independência e não cumprir essa decisão monocrática do ministro Dias Toffoli. Vejo este episódio como uma oportunidade de o Senado mostrar ao país que sabe e entende o seu tamanho", argumentou.
 
Plínio lembrou, ainda, que todos os políticos têm o dever de ofício de defender a bandeira da trasparência e mostrar aos seus eleitores as suas condutas na hora de votar questões importantes.
 
Plínio Valério faz parte do grupo de 52 senadores que estão empenhados na defesa do voto aberto na elei~ção para a escolha do novo presidnete do Senado, por entender que o Brasil não suporta mais as "manobras de bastidores que sempre são colocadas em prática para defender, muitas vezes, interresses inconfessáveis".  
 
O presidente do STF decidiu na madrugada de hoje (2) que a eleição para presidente do Senado será realizada por meio de votação secreta, não mais aberta como estava definido. Ele aceitou um pedido encaminhado pelos partidos políticos Solidariedade e MDB.

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS