▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

08.03.2018 - 10:05  |  INSEGURANÇA AUMENTA

Sabá cobra explicações do governo sobre avanço da violência em Manaus apontado por jornal

Assessoria de Imprensa - ALEAM

Sabá Reis

Deputado cita manchete de “A Crítica” e quer saber se o jornal está faltando com a verdade ou se o governo Amazonino é um mentiroso contumaz


Por Warnoldo Maia de Freitas
 
O deputado estadual Sabá Reis (PR) voltou a cobrar na manhã da quinta-feira, 8, medidas imediatas para conter a onda de violência registrada na cidade e apontando a manchete do jornal A Crítica, que coloca Manaus como a 34ª cidade mais violenta do mundo, destacou a necessidade de se saber “se é o matutino que está faltando com a verdade ou se o governo Amazonino Mendes é um mentiroso contumaz”.
 
Em breve pronunciamento no pequeno expediente, Sabá lembrou que o governo Amazonino Mendes já gastou mais de R$ 16 milhões com propaganda, mas os fatos concretos como, por exemplo, os relatados todos os dias no parlamento, pelo também deputado Cabo Maciel, evidenciam o crescimento da violência e da insegurança, principalmente no interior.
 
 
“O jornal destaca que a capital amazonense subiu 12 posições em comparação com o ranking de 2016 feito pela organização mexicana Segurança, Justiça e Paz. Mas a propaganda do governo Amazonino Mendes revela outra coisa. Das duas uma: ou o jornal está faltando com a verdade ou a propaganda do governo é mentirosa”, afirmou Sabá. “Vou ligar para o vice-governador e atual secretário de Segurança, Bosco Saraiva, para saber quem está blefando. Se é o jornal A Crítica ou a Secretaria de Segurança”, adiantou.
 
Sabá lembrou, ainda, que tão logo assumiu o governo do Amazonas o governador Amazonino Mendes “fez uma viagem aos Estados Unidos para discutir com o prefeito de ações de combate à violência, porque queria copiar o programa de tolerância zero implantado no estado norte-americano.
 
Jogou dinheiro fora 
 
De acordo com Sabá Reis, a julgar pelo crescente índice da criminalidade no Amazonas, não serviu para praticamente nada a viagem de Amazonino Mendes aos Estados Unidos, logo após a sua posse, para falar com Rudolph Giuliani, ex-prefeito de Nova York,  que se tornou bastante conhecido por ser um dos responsáveis pela política de “Tolerância Zero”, que ajudou a reduzir a violência e revitalizar a cidade e hoje é consultor de cibersegurança em um escritório de advocacia nos EUA. 
 
“Eu até compreendo que ele não ouça os reclamos das ruas, principalmente se ele estiver sem o seu aparelho de ouvido. Mas quero questionar os deputados da base, porque a propaganda do governo diz exatamente o contrário”, disparou.
 
“Do que adiantou a ida do Amazonino aos Estados Unidos? Ele só fez jogar o nosso dinheiro fora. Ele pode até não dá ouvido para nós aqui e tirar onda de que está sem o seu aparelho (auditivo), mas tenho certeza de que os deputados aqui não são surdos”, completou.
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS