Terça-feira | 16/10/2018
▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

08.06.2018 - 20:55  |  Sem provas

Supremo arquiva inquérito sobre Omar e Braga por obra da ponte Rio Negro

Reprodução

Eduardo Braga e Omar Aziz eram investigados por obra de uma ponte

Publicado em 08/06/2018 - 21:15

Por André Richter - Repórter da Agência Brasil  Brasília
 
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou hoje (8) o arquivamento do inquérito aberto para investigar os senadores Eduardo Braga (MDB-AM) e Omar Aziz (PSD-AM) a partir da delação do ex-executivo da empreiteira Odebrecht Arnaldo Cumplido de Souza.
 
De acordo com um dos depoimentos do delator, teria ocorrido um acerto para que fossem feitos repasses aos investigados, ambos ex-governadores do Amazonas, para favorecer a empreiteira nas obras da ponte do Rio Negro.
 
Ao arquivar o inquérito, aberto no ano passado, Alexandre de Moraes disse que o delator não apresentou provas concretas contra os acusados e não há justificativa para a continuidade da investigação.
 
“O acordo de colaboração premiada é um meio de obtenção de prova pelo qual o colaborador deve apontar indícios e provas a serem obtidos. Na presente hipótese, contudo, todas as informações prestadas pelo colaborador foram negadas pelas testemunhas por ele indicadas; não se obtendo durante a investigação qualquer indício de autoria e materialidade das infrações penais apontadas”, decidiu o ministro.
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS