▸ Acompanhe nas redes

DIRETO AO PONTO
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

06/12/2019 - 19:00

Governador Wilson Lima, ainda há esperança

Govenador Wilson Lima

 Contrate um bom marqueteiro para ajudar a combater a crise


Por Warnoldo Maia de Freitas
 
O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), está, como dizem no interior, "apanhando mais do que galinha para sair do choco" e precisa contratar, urgentemente, um bom marqueteiro - para vender os melhores produtos da sua gestão - e um excelente gerenciador de crise, com capacidade comprovada no processo de desconstrução dos discursos apresentados pela oposição. 
 
Algumas posições e condutas adotadas por membros do governo Wilson Lima também precisam ser revistas, porque em um sistema democrático deve prevalecer a diplomacia e a lembrança de que o contraditório serve para fortalecer. 
 
Também não se deve classificar como inimigo, como "oposição", todo aquele que narra fatos sabidamente verdadeiros ou mostra os equivocos que são cometidos, mas que acabam insistentemente escondidos pelos "amigos" do poder.
 
Há praticamente um ano no comando do Amazonas, estado que vem apresentando crescimento sistemático da sua arrecadação tributária no comparativo com o exercício anterior, o governador precisa entender que não dá mais para ficar olhando pelo retrovisor e culpando governos pretéritos pelos desmandos registrados, principalmente, na área da saúde, que sofre, em parte, os efeitos dos desvios dos seus recursos.
 
Acusar A, B ou C pelos problemas enfrentados hoje não ajuda a resolver nada, muito menos a caótica situação financeira na qual se encontram aqueles funcionários terceirizados que, mesmo se dedicando ao trabalho e à missão de salvar vidas, ficam três, quatro e até cinco meses sem receber os seus salários. 
 
Governador, já que o Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) se manifestou, por meio do conselheiro Érico Desterro, destacando que é inconstitucional a lei aprovada na quarta-feira, 04/12/2019 pela Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), que permite a contratação direta dos terceirizados, por que não buscar uma outra saída?
 
Se há, de fato, um relatório qualificado apontando essa situação caótica registrada na área da saúde, divulgada todos os dias nos jornais, rádios, televisões, sites, portais e redes sociais, não seria de bom tom decretar Estado de Emergência para organizar os serviços e o sistema estadual de saúde? 
 
O uso indiscriminado de dipirona, como prescrevia sistematicamente um centro de atendimento de um grande plano de saúde da capital, pode até ser bom para tirar o choco de galinha e resolver pequenos problemas de dor de cabeça, mas não é a melhor medicação a ser prescrita para casos mais graves.
 
Vale lembrar, ainda, que mudar de opinião não representa nennhum desmérito para ninguém, porque tal conduta evidencia que a pessoa não tem  compromisso com o erro.  
 
Governador, muitos amazonenses como eu, que votaram no senhor na última eleição, torcem pelo sucesso da sua gestão, porque têm consciência de que o seu insucesso prejudicará a todos nós, que amamos o Amazonas e queremos deixar um estado melhor para os nossos filhos e netos.  
 
Governador, ainda há esperança, porque o senhor dispõe de mais três anos para mostrar o seu trabalho e tirar do papel as suas promessas de campanha, particularmente aquelas destinadas a proporcionar melhores condições de vida a todos os amazonenses.
 
Aproveite este período das festas de fim de ano e reflita sobre as medidas que precisam e devem ser implementadas no curtíssimo prazo para azeitar a máquina, corrigir as distorções herdadas e colocar o Amazonas no caminho do desenvolvimento sustentado almejado por todos nós.
 
Governador, sempre é bom lembrar que o melhor amigo nem sempre é aquele que só diz o que o senhor quer ouvir. 
 
E como já dizia o Pensador:
 
"A esperança, não é a última que morre. Ela é a primeira que nasce quando tudo parece perdido e sem solução. Porque quem tem esperança sabe que um dia a tempestade tem que passar e que o choro cessa dando lugar à alegria. Logo, quem tem esperança tem confiança, quem confia tem fé, quem tem fé tem Deus, e quem tem Ele tem tudo".
 
Governador Wilson Lima, ainda há esperança !.
 
 

 

 

 

 

 

 
 

VEJA MAIS

Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS