▸ Acompanhe nas redes

DIRETO AO PONTO
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

23/11/2019 - 23:11

Nada é impossível para o Flamengo de Jesus e Gabigol

Jesus e Gabigol

 Ele vibra, ele é fibra, muita fibra


Por Warnoldo Maia de Freitas
 
A frase "Nada é impossível", escrita em uma flámula em vermelho e preto, exibida na tarde deste sábado, 23/11/2019, no Monumental de Lima, antes da conquista do bicampeonato da Libertadores da América, evidenciava a confiança da torcida rubronegra no Flamengo comandado pelo patrício Jesus e pelo centroavante Gabigol.
 
Em uma tarde de sábado iluminada, o Flamendo parou o país e mobilizou todas as torcidas, tanto as que torciam a favor do seu sucesso quanto as outras, aquelas que sempre apostam no insucesso dos rubronegros, provando que no Brasil existem mesmo duas grandes torcidas: a do Flamengo e a dos outros.
 
O jogo começou difícil e o quadro ficou mais complicado após a indecisão da zaga rubronegra que permitiu ao River fazer um a zero.
Mas, o Flamengo não se entregou e quando as esperanças já pareciam perdidas, Gabigol empatou a partida aos 43 do segundo tempo. Logo depois, aos 46, aproveitou um lançamento longo de Diego e definiu a partida, fazendo 2 a 1 para o Flamengo.
 
Quer dizer, ao não  aceitar a derrota, não entregar os pontos e acreditar na possibilidade da vitória, a equipe mostrou que sempre é possível vencer quando se tem fé, se acredita, mesmo quando as possibilidades são pequenas. 
 
A partida história deste sábado especial para os rubronegros também serviu para o Flamengo evidenciar uma velha máxima nacional, segundo a qual o brasileiro sempre deixa tudo para a última hora.
 
Tanto é que a equipe comandada por Jesus começou a partida perdendo por 1 a 0, mas empatou o clássico aos 43 minutos do segundo tempo e virou a peleja aos 46.
 
E como diz a letra do hino rubronegro:
 
"Eu teria, um desgosto profundo  
 
Se faltasse o Flamengo no mundo
 
Ele vibra, ele é fibra 
 
Muita libra".
 
Afinal, não podia ser diferente. Muitos dizem, numa tentativa de desqualificá-lo, que o Flamengo é o time do povão e a equipe incorpou esses ditos populares, particularmente aqueles que dizem "Desesperar, jamais", e "Brasileiro  não desiste nunca!"   
 
O resultado? Bicampeão da Taça Libertadores da América de 2019.
 
Vamos esperar, agora, a disputa pelo título mundial.
 
Este é o momento do Flamengo.
 
Em 2020 ninguém sabe quem será o grande vencedor.
 
Aceita que é melhor.
 
 
 

 

 

VEJA MAIS

Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS