Quinta-feira | 12/12/2019
▸ Acompanhe nas redes

DIRETO AO PONTO
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

07/11/2019 - 19:05

Podem me chamar de besta. Mas não quero ser estrela

Estrelas só brilham no céu

Tudo é vaidade 
 
Por Warnoldo Maia de Freitas
 
Podem até me charmar de besta, de tolo, com o objetivo de me provocar, de me desqualificar, por não concordarem com o que escrevo a partir de fatos concretos e não de simples ilações. Mas, nunca dizer que quero ser estrela, quero brilhar mais do que os outros.
 
Para mim, estrelas na terra não têm valor, porque não iluminam. Estrelas mesmo só aquelas que brilham no céu.
 
A escritura ensina que aqui tudo é vaidade, vácuo, vazio absoluto, é aflição do espírito, mas tem gente que esquece tal ensinamento.
 
Vale lembrar que a vaidade atrapalha, porque entorpece o espírito e cega a visão.
 
Sonhos são sonhos e muitos deles, invariavelmente, não se realizam, mas a inviabilidade de alguns deles não nos dá o direito de maltratar ninguém.
 
Todos devemos e precisamos cultivar e cultuar o princípio da humildade, principalmente os homens públicos.
 
Estrelas só as que brilham no firmamento.
 
Já diz a letra de "Tudo é Vaidade", de Anderson Freire:
 
Não é fama ou dinheiro que satisfaz a alma de alguém 
 
A gente vê 
 
Grandes homens do cenário desse mundo 
 
Morrem envenenados pelo próprio poder 
 
Não há contentamento sem a graça conhecer 
 
A porta é estreita, 
 
O gigante da soberba não pode passar.
 
Simples assim.
 
 

VEJA MAIS

Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS