Quarta-feira | 20/10/2021
▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

05.09.2021 - 15:00  |  Boletim de Ocorrência

Alexandre não gostou de saber que foi insultado e mandou registrar BO. Se essa moda pega ...

Reprodução

Alexandre de Moraes

 De acordo com informações divulgadas, o ministro não gostou de saber que estava sendo insultado e mandou seus seguranças registrarem um BO em seu nome. Já pensou se a moda pega?

 
Da redação
 
Notícia divulgada no início da tarde deste domingo, 05/09, pelo portal O Antagonistas, pelo Poder 360 e pelo 247 revela que o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), tomando por base "insultos relatados por um segurança", "prestou queixa no 14º DP de Pinheiros (SP) contra homens bêbados que o insultaram no Clube Pinheiros, na capital paulista, na madrugada da sexta-feira, 03/04".
 
De acordo com as informações divulgadas, mesmo não estando presente no momento das "ofensas", o ministro não gostou de saber que havia sido chamado de "careca ladrão" e "advogado do PCC" e mandou seus seguranças formalizarem um Boletim de Ocorrência em seu nome.
 
O boletim de ocorrência informa que “vigilantes particulares” avisaram a um integrante da escolta pessoal de Alexandre de Moraes que “indivíduos embriagados no interior do clube Pinheiros” estariam “proferindo ameaças e injúrias à pessoa da vítima”.
 
Funcionários do clube avisaram o segurança do ministro do STF, que foi ao Pinheiros e “constatou da calçada e por meio da grade do clube 4 indivíduos em uma mesa falando alto e ingerindo bebidas alcoólicas”.
 
Requereu então que um profissional do estabelecimento orientasse a todos que “cessassem os insultos e a importunação do sossego alheio”. Tudo teria se acalmado logo depois da meia-noite de 5ª para 6ª feira.
 
Se essa moda pega ....
 
Já pensou se a moda pega e o presidente da República, governadores, prefeitos, deputados e senadores resolvem adotar tal prática?

Certamente iria faltar cadeia para abrigar todos os falastrões , tagarelas, boquirrotos, faladores e linguarudos.
 
Exemplo
 
O ministro deveria seguir um "conselho" que ele mesmo deu um dia, que diz que:

"Quem não quer ser criticado, quem não quer ser satirizado, fique em casa. Não seja candidato, não se ofereça ao público, não se ofereça para exercer cargos políticos. Essa é uma regra que existe desde que o mundo é mundo. Querer evitar isso por meio de uma ilegítima intervenção na liberdade de expressão, é absolutamente inconstitucional".

Ou será que só vale aquela máxima que diz: "Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço"?.
 
Os exemplos devem ser dados pelas atitudes e pelo que fazemos.

Minha avó dizia que "quem tem atitudes que não mereçam servir de exemplos, não é digno de dar conselhos".
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

 

 

 

 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS