▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / economia
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

26.11.2019 - 15:05  |  fesPIM

Bolsonaro abre Feira de Sustentabilidade, em Manaus, nesta quarta

Reprodução

Jair Bolsonaro

 
A abertura da Feira será realizada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, na manhã da quarta-feira, 27, em evento fechado a convidados. 
 
 
Nesta quarta-feira (27), tem início, no Studio 5 Centro de Convenções, a primeira edição da Feira de Sustentabilidade do Polo Industrial de Manaus (fesPIM). O evento é uma cooperação entre a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) e o Instituto de Inteligência Socioambiental Estratégica da Amazônia (Piatam) e tem como objetivo demonstrar o potencial sustentável do PIM, um dos parques fabris mais importantes do País. O evento segue até sexta-feira (29), das 14h às 21h.
 
A abertura da Feira será realizada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, na manhã da quarta-feira, em evento fechado a convidados. Também estão confirmados para a abertura da fesPIM os governadores do Amazonas, Wilson Lima, do Acre, Gladson Cameli, e de Roraima, Antonio Denarium.
 
A programação da Feira conta com 130 expositores, entre empresas do PIM e instituições públicas e privadas, além de um espaço duty free, com a venda direta de produtos produzidos no Polo Industrial de Manaus, além de itens importados. Todos os estandes foram confeccionados com materiais reciclados provenientes de palets, OSB (painel de tiras de madeira orientadas) e madeiras de reuso provenientes de embarcações desativadas. Mais de 40 marceneiros da capital e do interior do Estado trabalharam na montagem dos estandes do evento.

Importância
 
O superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, destacou a importância de se discutir o modelo Zona Franca de Manaus (ZFM) e apresentar as vantagens do Polo Industrial de Manaus na atual conjuntura. 
 
“O momento que estamos passando é de retomada do crescimento, com vários desafios no campo econômico, político, social e ambiental. Entramos no momento da reforma tributária e precisamos atrair a atenção de todos para a importância da Zona Franca de Manaus. Vejo essa feira como uma ocasião ideal para fazermos uma convocação e uma mobilização de toda a sociedade brasileira para que conheçam de fato o nosso modelo de desenvolvimento e suas diversas contribuições para o País”, ressaltou.
 
As palestras também compõem a programação da fesPIM, com início às 17h, tendo na programação nomes nacionais e internacionais que abordarão temas como bioeconomia, investimentos e sustentabilidade.
 
Nesta quarta-feira, o ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Márcio Holland, profere a palestra “Zona Franca de Manaus: Oportunidades e desafios”, dando início à programação acadêmica do evento. Em seguida, às 18h, o ex-presidente da Sociedade Norte-americana de Economia Ecológica e membro da Washington and Lee University, James R. Kahn, aborda o papel da Zona Franca de Manaus para a conservação da Amazônia. 
 
Dando sequência, Rogerio Figueiredo de Carvalho e Silva, da XP Investimentos, fala sobre Investimentos e Mercado de Capitais. Finalizando o primeiro dia de palestras, o Presidente do Instituto Piatam, Alexandre Rivas, aborda os instrumentos econômicos para a proteção da Amazônia: o caso do Polo Industrial de Manaus.
 
As inscrições para ter acesso à área de exposições e às palestras são gratuitas e podem ser feitas pelo endereço www.fespim.com.br ou diretamente na entrada da feira. A programação completa da fesPIM também está disponível no site. Estima-se a participação de um público de 40 mil pessoas nos três dias do evento.

Sobre o PIM
O Polo Industrial de Manaus possui aproximadamente 500 indústrias de alta tecnologia gerando mais de meio milhão de empregos, diretos e indiretos, principalmente nos segmentos de eletroeletrônicos, duas rodas e químico. Entre os produtos fabricados destacam-se: aparelhos celulares e de áudio e vídeo, televisores, tablets, motocicletas, entre outros.
 
A comprovação cientifica de que o Polo contribui para a manutenção da floresta em pé é vista em estudos como o livro “Impacto virtuoso do Polo Industrial de Manaus sobre a proteção da floresta amazônica: discurso ou fato?”, desenvolvido nos anos de 2009 e 2010 por pesquisadores das universidades federais dos estados do Amazonas e Pará, do Instituto Piatam e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), com resultados avaliados, ainda, por pesquisadores dos Estados Unidos, Europa e América Latina.
 
Neste estudo, avaliou-se o impacto do PIM na proteção da floresta em território amazonense em dois períodos distintos: até 1997 e entre 2000 a 2006, tendo como base os dados disponíveis sobre desmatamento no estado. O estudo apurou que, no período de 2000 a 2006, quando a base de dados sobre o desmatamento na região passou a ter continuidade e consistência, a pressão sobre a floresta amazônica diminuiu entre 70% e 77%, em razão, fundamentalmente, da existência do Polo Industrial de Manaus. Com isso, demonstrou-se cientificamente que o modelo ZFM contribui para diminuir a pressão sobre os recursos ambientais e evitar o desmatamento da floresta amazônica.
 
 
 
 
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS