▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / cultura
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

19.12.2019 - 17:20  |  Unidos do Alvorada

Débora passa a faixa de soberana da bateria e agora quer o título de rainha do carnaval de 2021

Assessoria de Imprensa

Débora Silva

 Ex-rainha de bateria da Unidos do Alvorada de 2019, Débora quer, agora, cursar Direito e fazer concurso para juíza ou delegada, bem como ingressar na política para ajudar a construir uma sociedade mais justa e equilibrada 

 

 Por Warnoldo Maia de Freitas
 
Depois de consolidar o sonho de ser a rainha de bateria da Unidos do Alvorada no Carnaval 2019 e passar a faixa para Adriana Amazonas, no sábado, 14/12, Débora Silva, de 16 anos, quer ser a Rainha do Carnaval de Manaus em 2021 para desfilar charme, alegria e muita simpatia na passarela do samba.
 
Débora entrega a faixa
 
Filha de Alessandra Maria da Silva e Delcimar Mendes da Silva, a ex-rainha de bateria da Unidos do Alvorada é uma apaixonada pelo samba e por influência da sua avó, a professora Maria Luzia, sua principal incentivadora, Débora deu seus primeiros passos na dança popular brasileira aos 7 anos, na Unidos do Alvorada.
 
"Começei no samba com 7 anos de idade, na Unidos do Alvorada, como Mulata Mirim de Ouro, com o apoio da minha maior incetivadora, a minha avó, a professora Luzia, hoje falecida", lembra. "Eu trago o bairro Alvorada no coração, porque a mainha família toda é de lá, apesar de hoje morar em outro ponto da cidade", completa.
 
 
Ao falar sobre a sua experiência no samba e as conquistas alcançadas, Débora conta, com o orgulho estampado no olhar, que conquistou várias faixas nas escolas Alvorada, Coroado e Vitória Régia, onde foi rainha mirim, chegando ao posto de rainha da bateria aos seus 14 anos, graças ao apoio do presidente Didi Redman, que topou o desafio de transformá-la na mais nova rainha de bateria de Manaus.  
 
"Aos 15 anos conquistei a faixa de rainha de bateria da Unidos do Alvorada. Estava morando há um ano no bairro Alfredo Nascimento, na zona Norte de Manaus, quando resolvi participar, em 2018, do concurso para a escolha da rainha de bateria da Unidos do Alvorada de 2019 e acabei vencendo", explica, agradecendo o apoio recebido por parte de todos os membros da escola. "Eu só tenho a agradecer à nação alvoradense".
 
Planos
 
Cursando o terceiro ano do ensino médio no colégio da Polícia Militar do Viver Melhor, Débora fala sobre seus sonhos e revela que um deles é cursar a faculdade de Direito e posteriormente fazer concurso para ser "delegada das mulheres" ou juíza.
 
"Também penso sobre a possibilidade de um dia ingressar na carreira política para trabalhar e defender políticas públicas destinadas a proporcionar mais segurança para as mulheres, além de melhores condições de vida para todas", disse ela.
 
Segundo ela, essa motivação de querer ser delegada ou juíza para combater a violência ainda hoje praticada contra as mulheres vem da "indignação que sente" ao acompanhar nas rádios, jornais e televisões "as notícias que revelam o constante desrespeito aos direitos das mulheres".
 
"Nós que somos jovens e temos a oportunidade de estudar, graças ao apoio e ao sacrifício dos nossos pais, temos o dever de nos preparar bem e depois trabalhar na defesa e na construção de uma sociedade melhor, com mais amor, mais respeito e tolerância", afirma, dizendo acreditar ser possível construir um mundo melhor com mais investimento em educação e cultura.
 
 
 

 

 
 
 

 

 
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS