Quinta-feira | 02/07/2020
▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

17.06.2020 - 16:50  |  Posse na Suframa

Polsin assume comando da Suframa focado na diversificação e preservação da ZFM

Reprodução

 Novo superintendente da Suframa também quer dar atenção especial  à bioindústria, para dinamizar o aproveitamento sustentável do potencial da região

 

Por Warnoldo Maia de Freitas

O general da reserva Algacir Antônio Polsin assumiu na tarde desta quarta-feira, 17/06, em solenidade virtual transmitida pelo YouTube, o comando da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), no lugar do coronel Alfredo Menezes, e revelou sua intenção de preservar os interesses do modelo ZFM, particularmente os seus incentivos, buscando sempre o seu aprefeiçoamento, sem descuidar do setor industrial atual.

Polsin também fez questão de deixar claro que uma das suas metas "é investir na diversificação do modelo, atrair outros segmentos da industria, avançar no setor comercial, de serviços e do agronegócio, visando o fortalecimento do modelo Zona Franca de Manaus (ZFM) e das Áreas de Livre Comércio.

Ele também apontou como uma das suas prioridades a bioindústria, para dinamizar o aproveitamento sustentável do potencial da região, das características ímpares da Amazônia, e tirar o máximo proveito da estrutura do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA).

"Sei que estamos passando por momentos difíceis, devido aos efeitos do Covid-19, que impactaram todo o nosso sistema produtivo, mas entendo que a fase crítica já está passando, particularmente, aqui em Manaus. Por outro lado, considero que toda crise também gera oportunidades. Concito a todos que busquem superar os prejuízos causados pelo Covid-19, mas não deixem de buscar essas janelas de oportunidades, que podem ser de toda ordem,  lembrando da importância da preservação ou criação de empregos na região", afirmou.

Polsin encerrou o seu pronunciamento prometendo "fazer o melhor possível para honrar a função de superintendente da Suframa e os compromissos da autarquia" e destacou a frase dita na década de 70 pelo general de exército Rodrigo Octávio Jordão, que chefiou o Comando Militar da Amazônia (CMA), que diz que “Árdua é a missão de desenvolver e defender a Amazônia. Muito mais difícil, porém, foi a de nossos antepassados, de conquistá-la e mantê-la”. Depois finalizou gritando "Selva !".
 
 

 

 

 

 
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS