Quarta-feira | 14/11/2018
▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

17.10.2018 - 16:50  |  Crise

Luiz Castro critica Governo do Amazonas pelo descontrole dos gastos

Assessoria de Imprensa

Luiz Castro

Castro destaca que  o governo que prometeu "arrumar a casa" não planejou a gestão da Saúde, nem dos demais setores da administração estadual, gastando muito mal o dinheiro público e comprometendo a aplicação dos recursos para o próximo ano 
 
A preocupação com a situação fiscal do Estado do Amazonas, foi levantada hoje (17) pelo deputado Luiz Castro (Rede), alertando para o descontrole dos gastos do Governo, que segundo o parlamentar, já atingem o limite prudencial, previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). “Existem também 625 contratos sem licitação, que comprovam a falta de cuidado e de respeito à legislação, por parte daquele que se diz experiente e que prometeu arrumar a casa”, criticou.
 
Dentre as irregularidades nos gastos públicos, Luiz Castro citou como exemplo o contrato da Secretaria Estadual de Saúde (SUSAM) com a Clínica de Produção por Imagem de Manaus (Prodimagem), no valor de R$ 2,2 milhões, e que pertence à Vera Lúcia Mello da Frota, esposa do atual secretário Orestes Guimarães. De acordo com extrato publicado no Diário Oficial da União, o contrato firmado em janeiro deste ano, foi prorrogado até janeiro de 2019.
 
“Isso é um atestado de ilegalidade, a SUSAM não poderia contratar a clínica da esposa do secretário para prestar serviços ao Estado”, criticou Luiz Castro, acrescentando que, enquanto isso, continuam as filas de pacientes esperando meses e até ano, para fazer uma cirurgia, além das pessoas que sofrem a amputação de membros, por conta da demora na realização de exames.
 
Na avaliação do deputado, o Governo que prometeu arrumar a casa, não planejou a gestão da Saúde, nem dos demais setores da administração estadual, gastando muito mal o dinheiro público, e comprometendo assim, a aplicação dos recursos para o próximo ano, em áreas prioritárias como Educação, Saúde e Segurança Pública.
 
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS