▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

06.03.2018 - 18:30  |  CRISE NA SEGURANÇA

Vicente sai em defesa de Amazonino e diz que problemas na segurança são antigos

Assessoria de Imprensa - ALEAM

Vicente Lopes

 Deputado alerta para o perigo da opção pelo caminho do extremismo e lembra que tal opção aumenta a insegurança

 
Problemas da segurança pública no Estado e críticas ao governador Amazonino Mendes (PDT) voltaram à discussão no plenário da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira 6. Vicente Lopes (MDB), líder da Maioria, saiu em defesa de Amazonino que, segundo ele, “mal sentou na cadeira de governador”, enfrenta problemas antigos na área da segurança, enquanto pessoas, por interesse pessoal e político, tentam “trazer para o Amazonas” situações que acontecem em outros Estados. Tudo isso, pela proximidade das eleições.
 
 “Antes, se ouvia muito dizer que policial sequer tinha fardamento para trabalhar. E o que se vê hoje é o período que se aproxima de uma eleição e percebemos claramente um movimento liderado por algumas pessoas com interesses políticos, no sentido de tentar desestabilizar o sistema e poder trazer para nós aquilo que aconteceu em outros Estados e que eu espero não aconteça aqui no Amazonas porque”, afirmou Lopes, para quem a insegurança traz sofrimento à população.
 
 Vicente Lopes disse também que nenhum interesse pessoal ou força especial, como as forças militares, devem buscar “o caminho do extremismo”, porque isso aumentaria ainda mais a insegurança, “que já é muito forte no Estado, apesar de todo o esforço, dedicação e experiência do governador Amazonino Mendes”. Porém, mesmo fazendo a defesa do governo, Vicente Lopes reconhece os muitos problemas em todos os setores.
 
 “A segurança pública tem problema, a educação tem problema.  Não queremos tapar o sol com a peneira. Os problemas foram se avolumando ao longo do tempo. Temos os municípios em destruição completa”, afirmou.  Ainda sobre a segurança, o deputado, em entrevista à TV Assembleia, citou número. Para uma população de quatro milhões de habitantes, existem cerca de oito mil policiais. Faltam, ainda, mais condições de trabalho a quem vai para a rua, “proteger a sociedade”.
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS