▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

18.02.2021 - 13:05  |  Retomada

Felipe Souza defende reabertura urgente do comércio

Assessoria de Imprensa

Felipe Souza

Deputado destaca que muitos pais de família estão sem trabalhar e sem ter como levar o sustento pra casa e muitos empresários estão quebrando

 

O deputado Felipe Souza (Patriota) usou na manhã desta quinta-feira, 18/02, as redes sociais pessoais e o tempo de pronunciamento do grande expediente da Sessão Plenária da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) para pedir a flexibilização de decreto que restringe a circulação de pessoas no Estado e a reabertura urgente do comércio.

O parlamentar justificou o pedido ao governador Wilson Lima (PSC) destacando  que o decreto já perdura por mais de 50 dias, "está severo", prejudicando trabalhadores e o Amazonas pouco avançou na diminuição do número de casos da Covid-19.

“Muitos pais de família estão sem trabalhar e sem ter como levar o sustento pra casa, muitos empresários estão quebrando, muitas lojas, restaurantes, trabalhadores do comércio informal, tá todo mundo parado por um tempo muito prolongado, governador; as pessoas estão numa situação muito difícil. Daqui a pouco estarão morrendo não pela Covid, mas de fome” disse Felipe. 

O deputado também comparou números de contaminação pelo novo coronavírus entre os meses de dezembro, janeiro e fevereiro.
 
“Vamos ser realistas, se você olhar o mês de dezembro, sem o lockdown, o número de contaminados é menor”, disparou.  Os dados foram coletados no site da Fundação de Vigilância em Saúde – FVS/AM.

“Meu apelo não é para que o governador revogue o decreto, mas que o flexibilize e dê condições de trabalho aos amazonenses”, ressaltou Felipe, que também lembrou dos 5.009 (cinco mil e nove) novos casos de doença no dia 20 de janeiro (o maior número diário já registrado no estado desde o início da pandemia); e ponderou, portanto, que esse “semi-lockdown não está funcionando 100% na prática”. 

O deputado reforçou a importância de se manter as medidas de prevenção e sugeriu a limitação do número de clientes dentro de estabelecimentos comerciais, “precisamos da cooperação de todos” enfatizou Felipe Souza.
 
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS