Quarta-feira | 21/04/2021
▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

23.02.2021 - 13:35  |  Combate à Covid 19

Há dois meses que Amazonas tem recursos para imunizar sua população, destaca Josué

Assessoria de Imprensa

Josué Neto

Há 60 dias a Assembleia Legislativa aprovou R$ 50 milhões para comprar vacinas

O vice-presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Josué Neto (Patriota), disse nesta terça-feira (23), que faz 60 dias que o Governo do Amazonas dispõe de R$ 50 milhões para compra de vacinas anti-Covid. Segundo ele, o recurso foi incluído pelos deputados no Orçamento Estadual 2021 e é suficiente para imunizar 60% da população do Amazonas. 

Durante seu discurso, Josué disse que há mais de dois meses o Parlamento fala sobre a compra de vacinas, mas apenas ontem (22) o Governo do Estado se movimentou junto ao Fórum de Governadores para comprar vacinas do Instituto Butantan. O deputado pediu que o Executivo Estadual valorizasse os apelos e sugestões que vem sendo feitos pelos deputados. 

“Não sei o que acontece. Todas as orientações, colocações que saem desta casa para o bem do Amazonas o Governo do Estado não vê com bons olhos. Não estou fazendo uma crítica pessoal, é um fato real. A vacina é prova disso. Aprovamos isso no dia 23 (de dezembro) e só 60 dias depois que o Executivo chegou a conclusão de que tem que comprar vacina”, disse Josué. “Quer dizer, quantas e quantas vidas foram ceifadas? Quantas e quantas famílias foram dizimadas em 60 dias?”, concluiu. 

Josué divulgou, no último dia 26 de dezembro, um estudo do custo da compra de vacinas Astrazeneca (duas doses) para imunizar 54,3% da população com idade acima de 30 anos. 

ICMS dos combustíveis

No seu discurso, Josué disse que o Governo Federal já encaminhou lei para reduzir os impostos sobre os combustíveis e pediu que o Governo do Amazonas iniciasse o debate sobre a redução do ICMS sobre o produto. 

“Não se trata de anular os impostos, mas de começar a discutir a redução, porque o povo está sem esperança. Não quero que engane o povo, quero que comece a discussão e discuta a redução de um percentual mínimo que seja , 1%, 2% . Será que vai passar mais 60 dias? Um ano para resolver isso?”, disse.
 
 
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS