Quinta-feira | 19/09/2019
▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

05.06.2019 - 14:05  |  ELEIÇÕES 2020

Josué Neto trabalha com plano A, B e C para permanecer no centro do poder

Assessoria de Imprensa

Josué Neto não vai perder nada

 

Josué vai buscar a reeleição na Aleam, se não se eleger prefeito, e aguardar o momento para ocupar uma cadeira no TCE-AM

Por Warnoldo Maia de Freitas
 
Apontado nos bastidores da política como um dos fortes candidatos à Prefeitura de Manaus nas eleições de outubro do próximo ano, quando vai ser escolhido o substituto do prefeito Arthur Neto (PSDB), o presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), Josué Neto, que está mudando do PSD para o PTB, trabalha com um plano A, B e C para não sair do centro do poder.
 
Depois de ter sido reconduzido à cadeira de presidente do Legislativo amazonense, após ter conquistado com habilidade o voto de 12 novos deputados estaduais, bem como ter colocado por terra o sonho de velhos caciques de retornarem ao comando do Legislativo, Josué já pavimentou o caminho para um possível retorno à presidência da Aleam e aprovou a reeleição para o cargo que ocupa hoje.
 
Quer dizer, Josué vai disputar o comando do Executivo municipal com mais tranquilidade do que os outros prováveis candidatos, porque sabe que, se não conseguir viabilizar o sonho de ser prefeito de Manaus poderá disputar a reeleição na Aleam e permanecer no topo da hierarquia política do Amazonas, compartilhando com o chefe do Executivo o papel de protagonista nas grandes decisões.
 
Há também quem diga que Josué Neto está muito melhor do que muita gente pensa, porque conta com um ás na manga muito cobiçado, que é o direito de indicar quem será o novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) na vaga do seu pai, Josué Filho, cotado para a aposentadoria a partir de 2020.
 
De acordo com algumas pessoas bem relacionadas com o poder, caso não obtenha êxito no vestibular das urnas Josué Neto poderá optar por ocupar a cadeira de conselheiro do TCE, atualmente ocupada por seu pai, porque tem plena consciência da importância e do poder do cargo no chamado controle legislativo.
 
Sim, o cargo é de alta relevância uma vez que tal controle legislativo se dá sob o aspecto financeiro, que, segundo os livros, “pode ser interno ou externo”, isto porque se situa em Administração diversa daquela onde a conduta ou o ato administrativo se originou.
 
Trocando em miúdos, caso o habilidoso Josué não consiga se eleger prefeito de Manaus poderá se reeleger sem grandes dificuldades presidente da Assembleia Legislativa do Estado e aguardar, com tranquilidade, o momento de ocupar a cobiçada cadeira de conselheiro do TCE do Amazonas.
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS