Manaus, 20 de Abril de 2024

O que estão fazendo com o dinheiro da saúde no Amazonas?

Será que os recursos estão seguindo, novamente, por POR MAUS CAMINHOS?

Política | 04/12/2023 - 18:00
Foto: Arte

 Por Warnoldo Maia de Freitas

 
Diante de mais um ESCÂNDALO registrado na área da saúde no Amazonas, constatado por meio das denúncias de ATRASO DE CINCO MESES no pagamentos dos salários de médicos e enfermeiros, contratados por empresas terceirizadas, despontam  perguntas: 

O que o governador Wilson Lima fez com os recursos da saúde?
 
 O que estão fazendo com os recursos da saúde no Amazonas?

Afinal, que destino deram aos recursos da área da saúde?

SERÁ QUE TAIS  RECURSOS SEGUIRAM, NOVAMENTE, POR MAUS CAMINHOS?

Os questionamentos são muitos, mas as respostas não existem e quem acaba sofrendo com tudo isso, além dos trabalhadores e seus familiares, é a parcela da popução que precisa de serviços médicos.

Diante desse novo ESCÂNDALO, dessa TOTAL FALTA DE RESPEITO para com os profissionais da área da saúde, fica claro que, no Amazonas, mudam os governos, mas permanecem as condutas adotadas ao arrepio das leis. 

Parece que no Amazonas, as "autoridades" constituídas, os representantes da população escolhidos pelo voto, há muitos anos ignoram tais práticas. 

Os fatos corriqueiros revelam que as "autoridades" não se importam, mesmo, com as dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores que ganham pouco e ficam até cinco meses sem receber seus salários. 

Como sobreviver sem dinheiro?

Como fazer o rancho, comprar comida, pagar as contas, o colégio dos filhos, sem receber o salário?

Esses pequenos "detalhes" da vida cootidiana não interessam para quem está com a conta bancária abarrotada de dinheiro e recebe seus salários, todos os meses.

Infelizmente, há anos predomina a falta de empatia, a falta de capacidade de sentir e compreender o que os outros sentem ou vivem.

Essa "capacidade" de sentir o que os outros sentem, de se preocupar com o bem-estar do outro, só aflora com todo o entusiasmo no período das campanhas, no momento da conquista das simpatias, da conquista do voto do eleitor.

Depois, essa empatia se recolhe de forma misteriosa e só reaparece no momento de iludir, de enganar os "inocentes". 

Até quando?

Ninguém sabe.
 
ACOMPANHE O MANAUS OLÍMPICA NAS REDES SOCIAIS

© 2015 - 2023. Manaus Olímpica. Todos os direitos reservados