Quinta-feira | 20/02/2020
▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / economia
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

01.02.2020 - 00:10  |  Retomada produção da borracha

Pauderney destaca trabalho do governo para reforçar produção da borracha

Assessoria de Imprensa

Pauderney Avelino durante reunião com representantes da cadeia produtiva da borracha no Amazonas

Pauderney afirma que em breve muitas porongas vão iluminar novos caminhos no Amazonas

Por Warnoldo Maia de Freitas

O ex-deputado federal e representante do Governo do Amazonas em São Paulo e Brasília, Pauderney Avelilo (DEM), destacou na tarde desta quarta-feira, 29,01, o trabalho que vem sendo feito pela gestão Wilson Lima (PSC/AM) para reforçar a produção da borracha no interior do estado e apoiar as empresas que operam a partir de Manaus para agregar valor ao látex, que já foi o sustentáculo da economia amazonense e brasileira no início do século XIX.

O entusiasmo de Pauderney decorre do resultado da reunião realizada nesta quarta-feira, 29, na Secretaria de Planejamento, com a participação dos representantes da Sepror, da Afeam, da Conab e do grupo Rubberon, que vai agregar valor ao látex nativo da região, a partir do primeiro semestre deste ano na planta de produção de borracha instalada em Iranduba, e fornecer o produto para a francesa Michelin produzir pneus.

"A nossa borracha tem grande potencial e, de acordo com os técnicos, a partir da reativação da planta de Iranduba vai ser possível produzir 1 mil toneladas de borracha já no primeiro ano de atividade da fábrica", explica Pauderney, destacando que a  Michilin poderá consumir até 2.400 toneladas ano de borracha mede in Amazonas, o que corresponde a cinco vezes a produção atual, que gira em torno de 400 toneladas ano.

Esforços

Ao falar sobre os esforços desenvolvidos pelo governo Wilson Lima para resgatar e fortalecer a produção da borracha no interior do Amazonas, Pauderney afirma que "o governador tem plena consciência da importância dessa atividade para a economia amazonense e não está medindo esforços para fomentar a atividade".

Segundo ele, o resgate da produção da borracha no Amazonas, com a garantia da definição e estabelecimento de um preço justo para o produto, é importante porque, além de gerar atividade econômica vai ajudar de forma direta milhares de famílias que moram no interior e dependem do extrativismo para melhorar a sua qualidade de vida.

"Estamos otimistas e certos de que com o incremento da produção da borracha no Amazonas vamos poder agregar mais valor à nossa economia, bem como atender a demanda da indústria que opera na produção de pneus, artefatos variados e preservativos", disse Pauderney, destacando que em breve "teremos muitas porongas - lamparinas - iluminando novos caminhos no interior do nosso estado e da Amazônia", completou.
 
 
 
 
 
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS