Quinta-feira | 02/07/2020
▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

18.06.2020 - 17:05  |  Crise na saúde

Vovó Cacilda quer saber por que tantos querem o fim da CPI da Saúde. Serão coniventes?

Arte

 CPI não tem o poder de prender ninguém, porque não é polícia nem Justiça. Mas tem o poder de torrar imagens


Por Warnoldo Maia de Freitas

Depois de passar a última semana "recolhida", meditando sobre questões variadas, vovó CACILDA sentiu-se incomodada diante da enxurrada de "manobras" colocadas em prática com o claro objetivo de inviabilizar os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada, com o apoio de parte da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), para apurar as denúncias de corrupção ATIVA e PASSIVA, que estaria sendo praticada desde 2011 contra a administração estadual por meio do descaminho de verbas federais e estaduais destinadas à área da saúde.

Diante do empenho de muita gente "boa" para atrapalhar, impedir e comprometer os trabalhos de apuração dos crimes cometidos, depois da abertura da "caixa de pandora", com depoimentos de ex-funcionários da Susam ameaçando comprometer muitas reputações, colocando para fora, apenas, a ponta de um iceberg negro gigante, que tem consumido e conduzido nos últimos anos, por maus caminhos, o dinheiro necessário e indispensável para salvar vidas, vovó CACILDA quer saber se essa turma que trabalha contra a apuração dos crimes é conivente.

"Meu filho, diante de tantas  manobras não se pode descartar nenhuma hipótese, nenhuma possibilidade, porque muita gente boa, depois de ser cooptada, recolheu a viola da moralidade e dos bons costumes e passou a dizer que sofrer críticas faz parte do jogo, faz parte do processo. Então, não é nenhum absurdo querer saber se essa turma é conivente. Sim, porque quem não faz nada para impedir uma ação errada ou criminosa é conivente, é cumplice e também deve ser punido na forma da lei", argumenta vovó CACILDA. "Quem não tenta prevenir ou evitar crime, quem esconde ou acoberta uma ação ilegal ou imoral cometida por outra pessoa é conivente, é cumplice, é criminoso", lembra.

Vovó CACILDA destaca, ainda, que "muitos que estão empolgados" com a CPI da Saúde não lembram  que a Assembleia Legislativa não tem o poder de prender ninguém, porque não é polícia e nem é Justiça. Ao fim dos trabalhos, manda o relatório para os "órgãos competentes", pedindo providências, para que cada um responda pelos seus atos na forma da lei, e dando conhecimento dos fatos, para cumprir a burocracia. 

"A CPI da Assembleia Legislativa não prende ninguém, mas tem o poder de queimar, de torrar de forma irremediável a imagem, a reputação de muita gente de bem, de muita gente boa. Isso tem", observa. 

Pizza

Vovó CACILDA lamenta o crescimento dos rumores dando conta de que a CPI da Saúde também deverá terminar em pizza, a exemplo de muitas outras instaladas na Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), que não resistiram à pressão dos poderosos e entregaram-se aos seus encantos e diz que não se deve estranhar se essa acabar em pizza, mas destaca que apesar de ser na área da saúde, que remete para sugestões saudáveis, não poderá, de forma nenhuma, ser INTEGRAL.

"Não. INTEGRAL não pode, porque o que é INTEGRAL se apresenta na sua totalidade, no total, por inteiro, por completo. O que é INTEGRAL mantém suas propriedades originais", explica. 

Mas, para não deixar ninguém "a ver navios", vovó CACILDA afirma que "após ser enterrada, essa CPI da Saúde poderia apresentar no seu jazido a expressão 'PIZZA DE COUVE-FLOR', porque o vegetal proporciona alívio para a indigestão".

"E essa CPI da Saúde promete muita indigestão para quem se empenha para combater a corrupção e as condutas de muita gente boa que tem metido a mão no dinheiro público e contribuido para a falência do sistema de saúde e o comprometimento da vida das pessoas mais pobres", ressalta.

 
 

 

 

 

 
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS